Mau hálito: 6 dicas para prevenir e tratar

O mau hálito, ou halitose, pode gerar desconfortos e situações embaraçosas para algumas pessoas. Não é de admirar que pastilhas de menta ou outros diversos sabores sejam vendidas em imensas quantidades.

Mas quase todos estes produtos são apenas medidas temporárias e não eliminam a causa do problema. Todas as pessoas já tiveram mau hálito em algum momento, mas talvez pudesse ter sido evitado.

Conheça algumas informações sobre o mau hálito e alguns passos simples que pode realizar para combater esta condição!

Origens possíveis do mau hálito

Certos alimentos, condições de saúde e hábitos estão entre as causas da halitose. Na maior parte dos casos, a halitose está relacionada com a formação e acumulação de uma placa bacteriana, como acontece com língua saburrosa, cáries ou doença periodontal (gengivite ou periodontite). O mau hálito também pode estar associado a patologia do aparelho digestivo ou a alguns hábitos, como tabagismo e consumo de bebidas alcoólicas.

Em muitos casos, é possível melhorar o mau hálito com uma higiene dentária consistente e adequada. Se as simples técnicas de autocuidado não resolverem o problema, procure aconselhamento com o seu dentista ou médico para ter a certeza de que uma condição mais grave não está a causar o seu mau hálito.

E pela manhã, porque temos mau hálito?

Existem algumas razões que explicam o mau hálito pela manhã, sendo as duas mais comuns a boca seca e a falta de higienização oral antes de dormir.

A saliva é responsável pela remoção das bactérias que podem causar mau hálito. Quando dormimos, a produção de saliva diminui significativamente. Certos medicamentos também podem causar boca seca, tornando o hálito matinal ainda pior.

Nossas 6 dicas para prevenir e combater o mau hálito

1. Manter uma boa higiene oral

Se luta sem êxito contra o mau hálito, deve-se provavelmente à sua rotina. Pergunte-se o seguinte: «Escovo os dentes, uso fio dentário e bochecho regularmente?» Isto é fundamental para lutar contra o mau hálito, ainda que muitas pessoas o ignorem.

O ideal é escovar os dentes e usar fio dental depois de cada refeição. Isto ajuda a reduzir a placa bacteriana que causa o mau odor na boca.

Lembre-se de dar atenção à língua porque pode estar repleta de partículas de alimentos em deterioração e de bactérias que produzem mau hálito. Ao remover esta acumulação, estará a ajudar a reduzir a placa bacteriana também.

As pessoas que têm uma língua revestida de um crescimento excessivo de bactérias (de fumar, por exemplo) podem beneficiar da utilização de um raspador de língua ou usar uma escova de dentes que tenha um limpador de língua incorporado.

Lembre-se de que com apenas a escovagem limpa só 25 % da sua boca.

Por isso, certifique-se de usar fio dental e bochechar duas vezes por dia com elixir LISTERINE® para obter melhores resultados.

2. Preste atenção ao que come

Tudo o que come é absorvido pela corrente sanguínea, voltando a aparecer quando respira e fala. Os ingredientes fortes, como o alho, a cebola e outros alimentos picantes são alguns dos agentes responsáveis pelo mau hálito. Por isso, consuma mais verduras e ervas como aipo, cenouras e salsa; o seu maior teor de água ajudará a eliminar os resíduos da sua boca.

3. Evite jejuns longos

Um período prolongado de jejum provoca diminuição da produção de saliva. Para combater o mau hálito resultante, evite passar muitas horas sem comer. Mesmo que seja apenas um snack, o importante é interromper os jejuns longos.

4. Hidrate-se

A água é boa e refrescante e, a menos que esteja à deriva no mar ou no deserto, a água potável está ao seu alcance em grandes quantidades. Por isso, aproveite. Beber água não só evita ficar com secura da boca, que pode produzir mau hálito, como também pode ajudar a eliminar as partículas de comida da boca antes que possam começar a causar problemas.

A água é o ideal. Evite o consumo de refrigerantes; todo esse excesso de açúcar colar-se-á aos dentes e às gengivas, misturando-se com os resíduos alimentares e causará mau hálito.

5. Deixe de fumar

Sem entrar em detalhes sobre os efeitos secundários mais graves do consumo de tabaco, se fuma, terá, no mínimo dos mínimos, hálito de fumador. Como qualquer vício, deixar de fumar pode ser muito mais difícil do que o previsto. Por isso, converse com o seu médico para vencer o hábito.

6. Consulte o seu dentista regularmente

Possivelmente pratica uma boa higiene oral, mas o seu hálito ainda faz com que as pessoas virem a cabeça. Talvez seja um bom momento para consultar um profissional. O seu dentista não apenas se ocupará dos dentes, como também poderá realizar um exame oral para detetar e tratar doenças periodontais e outros problemas.

Referências:

Healthline. Why Do I Wake Up with Morning Breath? Disponível em: https://www.healthline.com/health/morning-breath

2 Mayo Clinic. Bad Breath. Disponível em: https://www.mayoclinic.org/diseases-conditions/bad-breath/symptoms-causes/syc-20350922

3 Michigan Medicine. Bad or Changed Breath. Disponível em: https://www.uofmhealth.org/health-library/sig258649spec

Causas do mau hálito

LISTERINE® GO! TABS™

LISTERINE® Mentol

LISTERINE® Mentol Sabor Suave

LISTERINE® Fresh Burst